ACÓLITOS DA PARÓQUIA SANT'ANA - COORDENAÇÃO CARLOS DANIEL

ACÓLITOS DA PARÓQUIA SANT'ANA - COORDENAÇÃO CARLOS DANIEL

PAPA FRANCISCO

PAPA FRANCISCO

LEITURA DIÁRIA DA PALAVRA - Clique na imagem

DIRETOR PROVINCIAL SALVATORIANO

DIRETOR PROVINCIAL SALVATORIANO
Pe. Álvaro Macagnan

quarta-feira, 27 de julho de 2016

PROCISSÃO MARCA O ENCERRAMENTO DA FESTA DE SANT'ANA 2016

Foram NOVE dias de novenário, oração, Missa, louvor, agradecimento e presença cativa dos fiéis à Igreja Matriz para celebrar a Festa da Padroeira. Para cada dia, foram propostos subtemas para reflexão a partir do tema geral da Festa deste ano - "ANUNCIAR O AMOR MISERICORDIOSO DO PAI":

  • Dia 17 - Domingo - DEUS É RICO EM MISERICÓRDIA - Pe. José Carlos - Pároquia Santa Luzia - Afonso Cunha-MA.

  • Dia 18 - Segunda-feira - JESUS CRISTO, O ROSTO MISERICORDIOSO DO PAI - Padre Adalberto Luiz Rodrigues – Chanceler da Cúria e Pároco de Santa Quitéria-MA.

  • Dia 19 - Terça-feira - A MISERICÓRDIA DE DEUS NA MISSÃO DA IGREJA - Padre Claudinei Pereira de Melo, Pároco da Paróquia São Francisco - Mata Roma-MA.

  • Dia 20 - Quarta-feira - AS PARÁBOLAS DE MISERICÓRDIA - Padre Joel Teixeira, Pároco da Paróquia Cristo Redentor - Chapadinha-MA.

  • Dia 21 - Quinta-feira - JUSTIÇA E MISERICÓRDIA - Padre Jeovanio Silva Santos, Pároco da Paróquia São Benedito - São Benedito do Rio Preto-MA.

  • Dia 22 - Sexta-feira - AS OBRAS DE MISERICÓRDIA ESPIRITUAIS - Padre Júlio César - Carmelo - Teresina-PI.

  • Dia 23 - Sábado - AS OBRAS DE MISERICÓRDIA CORPORAIS -  Padre José de Ribamar Xavier, reitor do seminário Divino Salvador - São Luís.

  • Dia 24 - Domingo - A CONFISSÃO: SACRAMENTO DA MISERICÓRDIA - Padre Jovanês Vitoriano - Paróquia Nossa Senhora de Fátima - Parangaba-Ceará.

  • Dia 25 - Segunda-feira - MARIA, MÃE DA MISERICÓRDIA - Dom José Valdeci.
Nas nove noites, nove padres convidados celebraram, entre eles nosso Bispo Dom José Valdeci, os quais fizeram reflexões tocantes acerca do Evangelho do dia. Cada um com sua peculiaridade, sua dinâmica e sua forma de bem celebrar. Os Padres e Bispo ressaltaram sua satisfação em participar desse momento importante para nós católicos coelhonetenses e agradeceram ao Pároco Padre Charles pelo convite.

Na Praça da Matriz, barracas de lanches, artigos religiosos, diversão para as crianças e noites culturais, com apresentação de músicas populares, bumba-meu-boi, capoeira e muita diversão.

No último dia de Festa, a cidade acordou com fogos, alvorada e soar dos sinos. Integrantes da Banda Municipal se reuniram frente à Matriz, acolhendo os que chegavam para a Missa das 8 horas da manhã, celebrada pelo Pároco de Afonso Cunha, Pe. José Carlos e concelebrada pelo Pe. Jovanês Vitoriano, abrindo assim as festividades desse dia.

À tarde, às 16h, teve início a tradicional procissão, que marcou o encerramento da Festa de Sant'Ana 2016. Como bem disse o Pároco, este ano os fiéis deram um abraço coletivo em Coelho Neto, em virtude do percurso realizado.

Uma multidão, emocionada, acompanhou a quilométrica procissão, onde crianças, jovens, adultos, idosos rezavam, louvavam e agradeciam a Deus. Cada fiel com sua particularidade, sua promessa, sua devoção, sua fidelidade e amor. À frente da Imagem de Sant'Ana, os missionários salvatorianos, Padre Charles, Padre José Carlos e Padre Jovanês. Em algumas ruas, foram realizadas reflexões acerca da Cartilha voltada para as eleições 2016, material da CNBB, a qual destaca a participação dos cristãos leigos e leigas na política.

Após a procissão, foi realizado um momento reflexivo na Praça da Matriz, onde Pároco fez os devidos agradecimentos, demonstrando-se muito feliz com o público presente nos dias da festa. Logo em seguida, todos se dirigiram ao corredor da alegria para prestigiar a apresentação do cantor católico, Zé Vicente, que através de lindas melodias deixou sua mensagem de paz para nossa cidade. Posteriormente, foi realizado o Show de Prêmios - 1º Prêmio - Notebook, 2º Prêmio - 2.000,00 (dois mil reais), 3º Prêmio - Cozinha modulada, 4º Prêmio - Fiat Mobi.

Sant'Ana e São Joaquim foram os pais de Maria. Educaram-na na fé e preparam-na para vivenciar o projeto de Deus. A devoção do povo coelhonetense, a avó de Jesus, se mede pela grandiosidade da fé e do amor. 

Na procissão, ao longe, avistava-se um mar de gente, um mar de emoção, um mar de corações sensíveis à história de vida da Padroeira, um mar de mãos acenando aos céus, um mar de afeto, um mar de respeito ao próximo, um mar de uma grandiosa fé.

Até o próximo ano, com a Graça de Deus.
















































































































































































































































































































Nenhum comentário:

Postar um comentário