ADQUIRA A SUA - VALOR R$ 22,00

ADQUIRA A SUA - VALOR R$ 22,00

ADQUIRA SUA CARTELA - R$ 10,00

ADQUIRA SUA CARTELA - R$ 10,00

PADRE JAMES E MINISTROS

PADRE JAMES E MINISTROS

PADRE JAMES E ACÓLITOS

PADRE JAMES E ACÓLITOS

PAPA FRANCISCO

PAPA FRANCISCO

LEITURA DIÁRIA DA PALAVRA - Clique na imagem

DIRETOR PROVINCIAL SALVATORIANO

DIRETOR PROVINCIAL SALVATORIANO
Pe. Álvaro Macagnan

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

MISSA DO NATAL DO SENHOR

A Celebração da Eucaristia em louvor ao nascimento de Jesus foi realizada na Igreja Matriz de Sant'Ana na noite do dia 24 de dezembro de 2013. A Missa foi presidida pelo padre Diógenes Araújo e contou com grande participação dos fiéis.
 
No final da celebração houve apresentação da peça Noite de Natal encenada pelas crianças da catequese e o encerramento com os votos de feliz Natal.
O Coral de Sant'Ana, sob a coordenação de Geraldo Tavares, contou com a participação do Maestro Adelino Santos, que brilhantemente regeu todas as canções em comemoração ao nascimento do Menino Jesus.
 
A equipe de Liturgia, coordenada por Francinete Dias, organizou a celebração com muita eficiência e carinho. A ornamentação elegante, em harmonia com a data, ficou a cargo de Eliziran Bantim.
 
Confira algumas fotos do evento:





 


segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

MENSAGEM PARA QUEM NÃO ACREDITA EM NATAL

Autor desconhecido - fonte: http://mensagensepoemas.uol.com.br/mensagem/mensagem-para-quem-nao-acredita-em-natal.html


Certo homem, chamado Mogo, costumava olhar o Natal como uma festa sem o menor sentido. 

 Segundo ele, a noite de 24 de dezembro era a mais triste do ano, porque várias pessoas se davam conta de quão solitárias eram, ou da pessoa querida que havia morrido naquele ano.
Mogo era um homem bom. Tinha uma família, procurava ajudar o próximo, e era honesto nos negócios. 

Entretanto, não podia admitir que as pessoas fossem ingênuas a ponto de acreditar que um Deus havia descido à Terra só para consolar os homens. Sendo uma pessoa de princípios, não tinha medo de dizer a todos que o Natal, além de ser mais triste que alegre, também estava baseado numa história irreal - um Deus se transformando em homem. 

Como sempre, na véspera da celebração do nascimento de Cristo, sua esposa e seus filhos se prepararam para ir à igreja. E, como de costume, Mogo resolveu deixá-los ir sozinhos, dizendo:

 - Seria hipócrita da minha parte acompanhá-los. Estarei aqui esperando a volta de vocês.
Quando a família saiu, Mogo sentou-se em sua cadeira preferida, acendeu a lareira, e começou a ler os jornais daquele dia. Entretanto, logo foi distraído por um barulho na sua janela, seguido de outro e mais outro. Achando que era alguém jogando bolas de neve, Mogo pegou o casaco para sair, na esperança de dar um susto no intruso. Assim que abriu a porta, notou um bando de pássaros que haviam perdido seu rumo por causa de uma tempestade, e agora tremiam na neve. Como tinham notado a casa aquecida, tentaram entrar, mas, ao se chocarem contra o vidro, machucaram suas asas, e só poderiam voar de novo quando elas estivessem curadas. 

"Não posso deixar essas criaturas aqui fora", pensou Mogo. "Como ajuda-las?" Mogo foi até a porta de sua garagem, abriu-a e acendeu a luz. Os pássaros, porém, não se moveram. "Elas estão com medo", pensou Mogo. 

Então, entrou na casa, pegou alguns miolos de pão, e fez uma trilha até a garagem aquecida. Mas a estratégia não deu resultado. 

Mogo abriu os braços, tentou conduzi-los com gritos carinhosos, empurrou delicadamente um e outro, mas os pássaros ficaram mais nervosos ainda - começaram a se debater, andando sem direção pela neve e gastando inutilmente o pouco de força que ainda possuíam.
 Mogo já não sabia o que fazer. 

- Vocês devem estar me achando uma criatura aterradora - disse, em voz alta. - Será que não entendem que podem confiar em mim? Desesperado gritou: - Se eu tivesse, neste momento, uma chance de me transformar em pássaro só por alguns minutos, vocês veriam que eu estou realmente querendo salvá-los! 

Neste momento, o sino da igreja tocou, anunciando a meia-noite. Um dos pássaros 
transformou-se em anjo, e perguntou a Mogo:

 - Agora você entende por que Deus precisava transformar-se em ser humano?
Com os olhos cheios de lágrimas, ajoelhando-se na neve, Mogo respondeu:
- Perdoai-me anjo. Agora eu entendo que só podemos confiar naqueles que se parecem conosco e passam pelas mesmas coisas pelas quais nós passamos.

sábado, 21 de dezembro de 2013

PARÓQUIA SANT'ANA REALIZA CASAMENTO COMUNITÁRIO

Vinte e dois casais disseram "sim" no casamento comunitário realizado neste sábado (21) na Igreja Matriz - Paróquia Sant'Ana. A cerimônia foi realizada pelo padre José Carlos e teve início às 17h. 

A formação dos noivos ficou sob os cuidados dos coordenadores da Pastoral dos Noivos - Sr. Adelman e sua esposa Maria das Neves. 

Na Santa Missa, o comentário ficou por conta de Telma Caldas; a parte litúrgica Pastoral da Liturgia (Francinete Dias) e Ronaldo Oliveira (Secretário Paroquial). Para abrilhantar a cerimônia foram entoadas lindas canções românticas nas vozes de Geraldo Tavares e Patrícia Silva.

Que Deus abençoe os casais!

NOIVOS AGUARDANDO A ENTRADA
 
 
PADRE JOSÉ CARLOS
COMENTARISTA - TELMA CALDAS
Sr. Adelman e Das Neves - Coordenadores Pastoral dos Noivos
MÚSICOS - GERALDO, RONALDO, PATRÍCIA