PADRE JAMES E MINISTROS

PADRE JAMES E MINISTROS

PADRE JAMES E ACÓLITOS

PADRE JAMES E ACÓLITOS

PAPA FRANCISCO

PAPA FRANCISCO

LEITURA DIÁRIA DA PALAVRA - Clique na imagem

DIRETOR PROVINCIAL SALVATORIANO

DIRETOR PROVINCIAL SALVATORIANO
Pe. Álvaro Macagnan

domingo, 30 de novembro de 2014

1º DOMINDO DO ADVENTO NA PARÓQUIA SANT'ANA

A Paróquia Sant'Ana celebrou hoje, 7h, o 1º Domingo do Advento - Vigiai. 
 
Com a procissão de entrada teve início a Santa Missa. A primeira vela, de cor verde, foi acesa ao som do refrão "Luz que vem do alto, luz que traz a vida, vem brilhar em nós, ó luz divina".
 
O Pároco Padre Charles presidiu a celebração e iniciou a homilia com o refrão do Salmo 79:  Iluminai a vossa face sobre nós,/ convertei-nos, para que sejamos salvos! Em seguida, ressaltou sobre o Advento, tempo em que se inicia o novo Ano Litúrgico.
 
 




































PARABÉNS PARA OS ANIVERSARIANTES DO DIA





 

sábado, 29 de novembro de 2014

FESTA NA COMUNIDADE IMACULADA CONCEIÇÃO

 
 
Na tarde de ontem, (28), foi realizada a abertura dos festejos de Nossa Senhora da Conceição.
 
A programação teve início com a procissão, que saiu da Capela Nossa Senhora das Graças em direção à comunidade Nossa Senhora da Conceição, onde foi realizada a celebração eucarística.

A programação do festejo se estenderá até o dia 08 de dezembro de 2014, quando acontece a grande festa de encerramento em homenagem à Padroeira da comunidade.
 
Na foto, José Leandro com a camiseta da festa -  valor R$ 20,00.

EVANGELHO DIA - LUCAS 21, 34-46

O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 34“Tomai cuidado para que vossos corações não fiquem insensíveis por causa da gula, da embriaguez e das preocupações da vida, e esse dia não caia de repente sobre vós; 35pois esse dia cairá como uma armadilha sobre todos os habitantes de toda a terra.
 
36Portanto, ficai atentos e orai a todo momento, a fim de terdes força para escapar a tudo o que deve acontecer e para ficardes de pé diante do Filho do Homem”.

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

EVANGELHO DI DIA - LUCAS 21, 29-33

(Imagem Elian Bantim - Coordenadora PASCOM)

O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
Glória a vós, Senhor.
 
Naquele tempo, 29Jesus contou-lhes uma parábola: “Olhai a figueira e todas as árvores. 30Quando vedes que elas estão dando brotos, logo sabeis que o verão está perto. 31Vós também, quando virdes acontecer essas coisas, ficai sabendo que o Reino de Deus está perto. 32Em verdade, eu vos digo: tudo isso vai acontecer antes que passe esta geração. 33O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.


— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

MENSAGEM

Ele tomou nossas dores
(Elian Bantim)


Jesus, Filho amado de Deus, exemplo inigualável de amor, amou sem distinção, acolheu pecadores e até mesmo aqueles que ainda pensavam em traí-lo. Amava porque era este seu lema e queria dar o exemplo para que fizéssemos igual.
 
Aos discípulos estava sempre ensinando, conscientizando-os do certo e errado, eram seus amigos, mas o abandonaram no primeiro obstáculo, não foram capazes o suficiente para acompanhá-lo no seu momento de agonia. Jesus estava aflito porque sabia o que o esperava. Mas seguia firme sem se deixar abater.
 
Fora entregue por um beijo, selou naquele instante a morte e morte de cruz. Não reagiu, apenas entregou-se como um cordeiro ao matadouro. Pedro, um dos discípulos quis lutar pela espada, mas não era essa a luta que Jesus ansiava, o que Ele pedira, há alguns instantes, fora a luta da oração, arma imbatível contra os males, mas essa luta Pedro não foi capaz de realizar.
 
Fora julgado sem um defensor por perto. O Pai assistia tudo do alto, comovido, mas sem dar o seu toque sublime e poderoso para sanar aquele sofrimento, queria ver até onde iria a coragem do Filho amado.

Jesus surpreendeu com sua mansidão a todos que o condenavam. Somente seu íntimo falava pedindo perdão ao Pai para aquela pobre multidão que nem ao menos sabia o que Ele havia cometido. Na verdade sabiam sim dos atos de Jesus, mas estavam cegos para o amor, e estando cegos para o amor não podiam enxergá-lo à sua frente, pois Cristo é o próprio Amor.
 
Os soldados o trataram ironicamente como Rei. Colocaram-no uma coroa de espinhos, um manto e o ultrajaram sem piedade nem compaixão, não tinham discernimento suficiente para entender que estavam chicoteando o Rei dos Céus e da Terra e que, se preciso fosse, aquele sofrimento acabaria ali, como num passe de mágica, mas Cristo queria e precisava sofrer, até mesmo por aqueles que o faziam padecer.
 
Ele tomou nossas dores, apanhou por mim, por você, por toda a humanidade. Demonstrou num gesto nobre a obediência, a coragem, a doação, tudo isso para que tivéssemos vida e vida em abundância, como Ele pronunciou em suas pregações.
 
O caminho ao calvário foi dolorido. A pesada cruz o fazia tropeçar e quase desfalecer, carregava nos ombros todos os nossos pecados, não podia parar no meio do caminho, afinal a glória o aguardava, o lugar à direita do Pai estava reservado. Nesta caminhada, encontrou ajuda: Verônica, Simão de Cirene, sua mãe, o discípulo amado e tantos outros que sofriam junto com Ele.
 
A cruz estava à sua espera e o Filho de Deus não a temeu, cada cravo posto nas mãos e nos pés faziam-no gritar de dor. Ele também sentiu dores, chorou, entristeceu-se, porque era Divino e Humano e fez-se humano para experimentar também nossas dores.
Ergue-se o Cristo Jesus no alto do Gólgota, transfigurado e abatido. O sangue jorrava e com ele banhava os pecados da humanidade, sangue puro e inocente, cordeirinho imolado para a salvação do mundo.
 
Parecia tão frágil, aparentemente, mas forte em espírito, forte nas palavras, forte na morte. Procurava o Pai, e pensava tê-lo abandonado, mas Deus o esperava ansioso no céu e almejava abraçá-lo, beijá-lo e dar-lhe o lugar reservado desde o dia em que veio ao mundo através do ventre de Maria.
 

CNBB PUBLICA TEXTO BASE DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2015



Com o tema “Fraternidade: Igreja e Sociedade” e lema “Eu vim para servir” (cf. Mc 10, 45), a Campanha da Fraternidade (CF) 2015 buscará recordar a vocação e missão de todo o cristão e das comunidades de fé, a partir do diálogo e colaboração entre Igreja e Sociedade, propostos pelo Concílio Ecumênico Vaticano II.
 
O texto base utilizado para auxiliar nas atividades da CF 2015 já está disponível nas Edições CNBB. O documento reflete a dimensão da vida em sociedade que se baseia na convivência coletiva, com leis e normas de condutas, organizada por critérios e, principalmente, com entidades que “cuidam do bem-estar daqueles que convivem”.
 
Na apresentação do texto, o bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Ulrich Steiner, explica que a Campanha da Fraternidade 2015 convida a refletir, meditar e rezar a relação entre Igreja e sociedade.
 
“Será uma oportunidade de retomarmos os ensinamentos do Concílio Vaticano II. Ensinamentos que nos levam a ser uma Igreja atuante, participativa, consoladora, misericordiosa, samaritana. Sabemos que todas as pessoas que formam a sociedade são filhos e filhas de Deus. Por isso, os cristãos trabalham para que as estruturas, as normas, a organização da sociedade estejam a serviço de todos”, comenta dom Leonardo.
 
Proposta do subsídio
O texto base está organizado em quatro partes. No primeiro capítulo são apresentadas reflexões sobre “Histórico das relações Igreja e Sociedade no Brasil”, “A sociedade brasileira atual e seus desafios”, “O serviço da Igreja à sociedade brasileira” e “Igreja – Sociedade: convergência e divergências”.
 
Na segunda parte é aprofundada a relação Igreja e Sociedade à luz da palavra de Deus,  à luz do magistério da Igreja e à luz da doutrina social.
 
Já o terceiro capítulo debate uma visão social a partir do serviço, diálogo e cooperação entre Igreja e sociedade, além de refletir sobre “Dignidade humana, bem comum e justiça social” e “O serviço da Igreja à sociedade”. Nesta parte, o texto aponta  sugestões pastorais para a vivência da Campanha da Fraternidade nas dioceses, paróquias e comunidades.
O último capítulo do texto base apresenta os resultados da CF 2014, os projetos atendidos por região, prestação de contas do Fundo Nacional de Solidariedade de 2013 (FNS) e as contribuições enviadas pelas dioceses, além de histórico das últimas Campanhas e temas discutidos nos anos anteriores.
 
Adquira o texto base da CF 2015: www.edicoescnbb.com.br ou (61) 2193.3019

FESTA DE NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS - 27 DE NOVEMBRO

 
 
 
Em 1830, no dia 27 de novembro, Catarina de Labouré, noviça da congregação das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo em Paris, presenciou uma aparição de Nossa Senhora.  A Virgem de Nazaré apareceu-lhe sobre um globo e seus pés esmagavam uma serpente.  De suas mãos saiam raios de luz, que disse ser as graças que Maria alcançava para os homens.
 
Após a Virgem proferir essas palavras, a frase “Ó Maria, concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós” apareceu ao redor da imagem, formando um quadro.  A imagem virou, então, e em seu verso apareceu um a letra “M”, com uma cruz e os corações de Jesus e de Maria.  A Virgem pediu, então, que fosse cunhada uma medalha com o modelo da aparição (frente e verso) e que todas as pessoas que a usassem receberiam graças especiais.
 
Esta medalha passou a ser conhecida como Medalha Milagrosa e a devoção a Nossa Senhora das Graças estendeu-se ao mundo inteiro, persistindo até aos nossos dias.
 
Oração a Nossa Senhora das Graças

Nossa Senhora das Graças, medianeira entre os homens e vosso Divino Filho Nosso Senhor Jesus Cristo, ouvi propícia a prece que vos faço.  Auxiliai-me, Senhora, socorrei-me na aflição.  Pelo Sangue derramado na cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso amantíssimo Filho, peço-vos, Senhora, a graça de... (pedir a graça).

Fostes escolhida pelo vosso Divino Filho para nossa advogada e protetora.  Desde que subistes ao céu, jamais cessastes de operar milagres e de atender às orações dos que recorrem a vós, Nossa Senhora das Graças.  Maria Santíssima possuís um inesgotável tesouro de graças.  Tenho fé, Senhora, que não me faltareis com o vosso auxílio e que, apesar dos meus pecados, me concedereis a graça que, cheio de confiança em vós, vos rogo.  Assim seja! (Rezar 3 Aves Marias)

EVANGELHO DO DIA - LUCAS 21, 20-28

 
 

O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
Glória a vós, Senhor.
 
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 20“Quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, ficai sabendo que a sua destruição está próxima. 21Então, os que estiverem na Judeia, devem fugir para as montanhas; os que estiverem no meio da cidade, devem afastar-se; os que estiverem no campo, não entrem na cidade. 22Pois esses dias são de vingança, para que se cumpra tudo o que dizem as Escrituras. 23Infelizes das mulheres grávidas e daquelas que estiverem amamentando naqueles dias, pois haverá uma grande calamidade na terra e ira contra este povo. 24Serão mortos pela espada e levados presos para todas as nações, e Jerusalém será pisada pelos infiéis, até que o tempo dos pagãos se complete.
 
25Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações ficarão angustiadas, com pavor do barulho do mar e das ondas. 26Os homens vão desmaiar de medo, só em pensar no que vai acontecer ao mundo, porque as forças do céu serão abaladas. 27Então eles verão o Filho do Homem, vindo numa nuvem com grande poder e glória. 28Quando estas coisas começarem a acontecer, levantai-vos e erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

IRMÃ DULCE NOS CINEMAS



Aguardado com expectativa pelos brasileiros, especialmente pelos baianos, o filme ‘Irmã Dulce’ já está nas telas dos cinemas da capital baiana. A obra, que teve direção de Vicente Amorim e produção de Iafa Britz, estreou no dia 13/11 nas regiões norte e nordeste. A partir do dia 27, "Irmã Dulce" ganhará as maiores salas de cinema do país.
O filme conta a história da religiosa baiana que dedicou a vida aos necessitados e não media esforços para ajudar aos mais pobres. “Nosso objetivo foi contar, dentro das possibilidades de um longa-metragem, quem foi Irmã Dulce. Mostrar sua trajetória, suas dificuldades e suas vitórias”, explicou o diretor Vicente Amorim, em entrevista ao jornal São Salvador.
A escolha da capital baiana como primeira cidade a exibir o filme não foi por acaso, afinal, foi onde a religiosa nasceu e ganhou o título de ‘Anjo Bom da Bahia’. Na cinebiografia, as atrizes Sophia Brachmans, Bianca Comparato e Regina Braga dão vida à personagem principal que, ainda no início da adolescência, despertou o desejo de entrar para a vida religiosa. Artistas renomados como Glória Pires, Irene Ravache, Zezé Polessa, Paulo Gracindo Júnior e Fábio Lago também integram o elenco.
O filme que narra a história de Irmã Dulce é baseado em fatos reais, mas traz alguns personagens fictícios. A intenção é que o telespectador se identifique com a história, se colocando no lugar de cada personagem. Um desses personagens é João, um menino que vivia nas ruas de Salvador, e foi deixado aos 10 anos na porta de um orfanato.
Na vida real, a figura do João não existiu, mas existiram diversas crianças e jovens que foram ajudados por Irmã Dulce, como se fossem seus filhos. João representa todas essas crianças ajudadas por ela e que queriam muito que ela fosse sua mãe. Irmã Dulce não podia ser mãe de um só. Ela era mãe de todos”, conta Amaurih Oliveira, ator baiano que interpreta o João na fase adulta.
O Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, scj, acompanhou de perto a história traduzida no filme. “Desde que se começou a falar desse filme, cuidei para que retratassem somente a verdade sobre Irmã Dulce. Não teria sentido romancear sua vida, mesmo que fosse para tornar o filme mais ‘atraente’. Mas o filme não é um documentário. Um documentário deve reproduzir uma vida em seus detalhes e não foi isso que se pretendeu. O filme é o resultado de um desejo: apresentar as grandes linhas motivadoras da vida dessa religiosa incansável”, afirma.
(CM/SP-Arquidiocese Salvador)
 
 
 
 


IRMÃO PAULO - MISSIONÁRIO SALVATORIANO

Irmão Paulo, missionário salvatoriano, está atendendo na Igreja Matriz todas as terças-feiras das 09h às 11h, e na Secretaria Paroquial das 09h às 11h.
 
 

EVANGELHO DO DIA - LUCAS 21, 12-19

O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
Glória a vós, Senhor.
 
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 12“Antes que estas coisas aconteçam, sereis presos e perseguidos; sereis entregues às sinagogas e postos na prisão; sereis levados diante de reis e governadores por causa do meu nome. 13Esta será a ocasião em que testemunhareis a vossa fé. 14Fazei o firme propósito de não planejar com antecedência a própria defesa; 15porque eu vos darei palavras tão acertadas, que nenhum dos inimigos vos poderá resistir ou rebater. 16Sereis entregues até mesmo pelos próprios pais, irmãos, parentes e amigos. E eles matarão alguns de vós. 17Todos vos odiarão por causa do meu nome. 18Mas vós não perdereis um só fio de cabelo da vossa cabeça. 19É permanecendo firmes que ireis ganhar a vida!”

terça-feira, 25 de novembro de 2014

PARÓQUIA REALIZA INVESTIDURA DE CINCO ACÓLITOS

No último domingo, 23/11, na Missa das 18h, foi realizada a investidura de 5 novos acólitos, assim como a renovação dos veteranos.
 
O Grupo de Acólito da Paróquia Sant'Ana preparou com muito carinho os cinco jovens para o serviço do Altar do Senhor. Foram meses de aprendizado, partilha da Palavra e vivência do Evangelho. Os acólitos veteranos engajaram-se para que a solenidade de investidura ocorresse da melhor maneira possível.
 
Após a Missa, aconteceu no Centro de Formação Padre Jordan a confraternização das famílias dos cinco novos acólitos.
 
Que Deus abençoe estes jovens nesta missão!
 
Confira as fotos do evento tiradas por Irayna Marques.