ADQUIRA A SUA - VALOR R$ 22,00

ADQUIRA A SUA - VALOR R$ 22,00

ADQUIRA SUA CARTELA - R$ 10,00

ADQUIRA SUA CARTELA - R$ 10,00

PADRE JAMES E MINISTROS

PADRE JAMES E MINISTROS

PADRE JAMES E ACÓLITOS

PADRE JAMES E ACÓLITOS

PAPA FRANCISCO

PAPA FRANCISCO

LEITURA DIÁRIA DA PALAVRA - Clique na imagem

DIRETOR PROVINCIAL SALVATORIANO

DIRETOR PROVINCIAL SALVATORIANO
Pe. Álvaro Macagnan

sexta-feira, 1 de junho de 2012

ENCONTRO DIOCESANO DE FORMAÇÃO LITÚRGICA


Realizado em Brejo-MA, dias 25, 26 e 27/05, o Encontro de Formação Litúrgica, ministrado pelo Assessor Nacional de Liturgia da CNBB, Padre Hernaldo Farias Pinto.

A Região Sul, que abrange Coelho Neto, Afonso Cunha e Duque Bacelar, esteve presente. Irmã Terezinha, salvatoriana, além de acompanhar os paroquianos de Duque Bacelar, também trabalhou na coordenação do encontro.

O bispo, Dom José Valdeci, fez a abertura dos trabalhos e falou sobre a relevância da formação litúrgica. “A formação é muito importante porque vai habilitando a todos a exercerem os seus ministérios”. Ressaltou ainda que este curso incide com as Urgências elaboradas pela Diocese e Paróquias, em consonância com as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil.

No início, um momento de oração preparado pela equipe da Região Sul 1. Logo após, Pe. Hernaldo Farias deu as boas-vindas e em uma de suas colocações ressaltou que as celebrações das comunidades, das paróquias e da diocese precisam de um grupo de pessoas, de uma equipe ou de várias equipes que prestem esse serviço comunitário. O primeiro critério que esta equipe ou pessoas devem ter presente é o "Querer Celebrar Bem". Celebrar de tal modo que favoreça a participação de todos os presentes.

Segundo Pe. Hernaldo, sempre com embasamento nas Instruções Gerais do Missal Romano, o Grupo litúrgico das Paróquias tem como objetivos norteadores os de:

Reunir e refletir melhor o verdadeiro sentido da liturgia;

Estudar e aprofundar os “temas” litúrgicos;

Aprimorar sempre as liturgias;

Formar e animar equipes de Liturgia;

Escolher cantos adequados ao tempo litúrgico;

Estudar documentos importantes da Igreja, tais como: constituição “Sacrosanctum Concilium”; IGMR – Instrução Geral do Missal Romano e outros;

Despertar para a consciência da necessidade de uma liturgia inculturada.

Neste encontro, todos tiveram oportunidade de aprender um pouco mais e sanar dúvidas.  Enfim, foram momentos de bênçãos, pois todos aprenderam como preparar bem as celebrações, de modo que elas sejam vividas profundamente por todos os celebrantes e atingir assim o objetivo máximo de viver o mistério da ressurreição de Jesus.

O domingo, último dia de formação, teve início com a Santa Missa celebrada na Catedral e presidida por Padre Hernaldo. Abaixo, parte de sua homilia:

“E soprou sobre eles o Espírito Santo. Após 50 dias de festa, celebrando a vitória de Cristo sobre a morte, chegamos ao término deste tempo. O Espírito Santo nos é doado, O Espírito de Cristo nos é entregue. Hoje, mais que celebrar a Festa do Espírito Santo, celebramos a Igreja de Cristo. Ela nasce da morte e ressurreição de Cristo Jesus, que quis reconquistar toda a humanidade para Deus. Atraiu para si todas as pessoas e nos coloca diante do Pai como filhos amados. Celebramos a Festa da Igreja que age no mundo guiada pelo Espírito Santo, entregue a nós, guiada pelo sopro de vida, gerando a pessoa humana. Espírito Santo que guia a Igreja todas as vezes que ela é capaz de ir ao encontro daqueles necessitados e se faz Cristo presente. Onde houver cristão que promova a vida, ali está a Igreja. Com a luz nova ela precisa ser irradiada e iluminar toda treva e pecado”.

O encerramento deu-se às 11h, com algumas observações feitas pelo Coordenador de Pastoral, Pe. Chagas, que lembrou sobre as Urgências da Diocese, bem como o calendário das atividades para o ano de 2012. Disse ainda que é uma preocupação constante de Dom José Valdeci proporcionar encontros de formação como este para toda a diocese. Em seguida, agradeceu assessor, padres, seminaristas, leigos e leigas.

Ainda nas atividades finais a Coordenadora Diocesana, Maria do Socorro, presenteou Pe. Hernaldo e o agradeceu veemente pela presença.

A mensagem final, em nome de todos os participantes, foi elaborada e lida por Elian Bantim, representante da cidade de Coelho Neto, a qual segue:

“Praticamente dois dias estivemos reunidos na Diocese de Brejo para o encontro diocesano de Formação Litúrgica, auxiliado pelo Padre Hernaldo Farias, assessor Nacional de Liturgia da CNBB.

Foram poucos dias tão bem trabalhados e planejados, que até chegávamos a nos lembrar das palavras de Pedro, quando na passagem da transfiguração: “Senhor, vamos fazer três tendas?” O que é bom e bem feito é para ser apreciado, e o agradecemos, padre, por nos deixar ainda mais apaixonados por nossa Igreja, a Igreja de Cristo.

Nos dias que se sucederam foram muitas as informações distribuídas em mais de 100 slides. Informações essas que em certos momentos chegavam como pesadas nuvens, por percebemos os tantos deslizes cometidos em nossas celebrações, liturgicamente falando. No entanto, o desejo de acertar se sobressaia e o entusiasmo voltava com maior vigor. Nos tranquilizávamos e nos lembrávamos da tão famosa frase: “Deus realmente capacita os escolhidos.”

Só quem consegue fazer alguém sorrir a partir de sua pequenez é alguém dotado de sabedoria e isso o nosso assessor tem de sobra. Tão simples em suas atitudes, perfeito paradigma de humildade. Em nenhum momento, sequer, saiu elencando seus vários títulos acadêmicos: pós, mestre, doutor. Qualidade assim, só para os grandes e fortes.

Padre Hernaldo soube dá de ombro às intempéries, à mudança brusca de clima. Percebíamos, em alguns momentos, que o cansaço parecia consumí-lo, as forças pareciam exaurir, mas ele mesmo se encorajava e num tom cheio de humor, lembrando as palavras de Cristo, dizia: Coragem, eu venci o mundo!

O que mais dizer desse homem, que com seu alto grau de sapiência e conhecimento mostrou-se a todo momento simples e se fez cada um de nós?

O que dizer desse homem, que com sua fala macia e mansa, porém eloquente, deixou sementes plantadas em nossos corações e mais convictos ainda da nossa missão de anunciadores do Reino?

Só nos resta dizer: muito obrigada, Pe. Hernaldo! Que Deus o abençoe e o Espírito Santo o ilumine em sua caminhada de sacerdote de Cristo.

Para encerrar, faço a oração de Padre Guidote que retrata muito bem a nossa missão:

A missão é feita:
Com as mãos dos que trabalham
Com os joelhos dos que rezam
Com os pés dos que caminham
Com o coração dos que amam
Com a boca dos que anunciam
Com a vida dos que testemunham

Elian Bantim

Nenhum comentário:

Postar um comentário