ADQUIRA A SUA - VALOR R$ 22,00

ADQUIRA A SUA - VALOR R$ 22,00

ADQUIRA SUA CARTELA - R$ 10,00

ADQUIRA SUA CARTELA - R$ 10,00

PADRE JAMES E MINISTROS

PADRE JAMES E MINISTROS

PADRE JAMES E ACÓLITOS

PADRE JAMES E ACÓLITOS

PAPA FRANCISCO

PAPA FRANCISCO

LEITURA DIÁRIA DA PALAVRA - Clique na imagem

DIRETOR PROVINCIAL SALVATORIANO

DIRETOR PROVINCIAL SALVATORIANO
Pe. Álvaro Macagnan

domingo, 18 de maio de 2014

CRB LANÇA CAMPANHA EM BRASÍLIA





A Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) lançou, na quarta-feira, dia 14, em Brasília (DF), a campanha “Jogue a favor da vida – denuncie o tráfico de pessoas”. A iniciativa, coordenada pela Rede um Grito pela Vida da CRB Nacional, foi divulgada em coletiva de imprensa, que reuniu, entre outros, representantes de igrejas cristãs, universidades e outras instituições. O bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leonardo Steiner, participou do evento.
 
 A campanha tem como objetivos sensibilizar e informar a sociedade civil, em especial os grupos mais vulneráveis, sobre o tráfico de pessoas e a exploração sexual, além de alertar sobre risco do crescimento do crime e outras formas de violação dos Direitos Humanos durante megaeventos como a Copa do Mundo. 

Durante a coletiva, dom Leonardo Steiner recordou a temática da Campanha da Fraternidade de 2014, Fraternidade e Tráfico Humano e disse que  “o país abrirá ainda mais os olhos com o ‘gol’ que a CRB está fazendo desde já, com esta Campanha, que está incidindo como Vida Religiosa lá onde as pessoas mais sofrem, de maneira discreta, mas muito eficaz e evangélica, consoladora e samaritana”.

De acordo com a coordenadora da Rede Um Grito pela Vida, irmã Eurides Alves de Oliveira, o propósito é criar "um clima de vigilância e de reação ao tráfico humano e à exploração sexual”.

Desde fevereiro, segundo irmã Eurides, a CRB promove ações relacionadas à campanha. Em todo o Brasil já acontecem entrevistas coletivas, debates, panfletagem, caminhadas e celebrações. Neste momento, as articulações acontecerão nas cidades-sede da Copa do Mundo. “Cada núcleo da Rede está mapeando lugares estratégicos, aeroportos, estações rodoviárias, corredores de ônibus, estações de trens, lugares de maior fluxo de turismos como capitais litorâneas e praias, para esta conscientização”, explicou.

Em Brasília, está prevista uma caminhada na Esplanada dos Ministérios em memória às vítimas do tráfico humano e da escravidão moderna. A ação terá apoio da CNBB, da arquidiocese de Brasília e do Governo do Distrito Federal (GDF). “Consideramos esta oportunidade um momento singular para defender a vida e denunciar as formas de violação dos direitos humanos. Queremos mostrar aos turistas e aos brasileiros que o Brasil se opõe radicalmente à exploração sexual e ao tráfico de pessoas. Existem leis e punições severas para os envolvidos”, reforçou a religiosa.

A CRB trabalha no enfrentamento do tráfico de pessoas desde 2006, de acordo com a vice-presidente da CRB Nacional, irmã Maria Inês Ribeiro. Para ela, a campanha é motivada “pela própria missão da Vida Religiosa Consagrada no Brasil, de ser presença profética em situações de fronteiras, nas periferias em especial entre as juventudes e onde a vida é mais ameaçada”.

O membro vitalício do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e da Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP), Marcello Lavenère Machado, participou da coletiva e lamentou o comportamento dos grandes meios de comunicação em relação à divulgação da campanha. “A sociedade brasileira tem dificuldades de abortar certos temas pela falta de acesso a um elenco amplo e plural de notícias. Esperava ver aqui jornalistas dos grandes meio de comunicação, mas já sabia que essa esperança não seria correspondida”, observou.

O secretário de Justiça do Distrito Federal, Jefferson Ribeiro, considerou que o governo deve unir forças com a sociedade civil no combate ao tráfico de pessoas. “Estamos diante de um monstro e esperamos continuar firmes contando com a parceria da CRB, da CNBB e da arquidiocese de Brasília”, afirmou.

As ações da Campanha “Jogue a favor da vida – denuncie o tráfico de pessoas” contará com a parceria da CNBB, da Secretaria de Justiça do DF, do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic), das Pontifícias Obras Missionárias (POM), do Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), da Cáritas Brasileira, da OAB, CRB Regional de Brasília e Goiânia, da arquidiocese de Brasília, da Rede Vida de Televisão, da Canção Nova Notícias e da agência de notícias Zenit.
Com informações da Assessoria de Imprensa da CRB Nacional e da Assessoria de Imprensa das Pontifícias Obras Missionárias (POM

Nenhum comentário:

Postar um comentário